Assédio no trabalho: tudo o que você precisa saber!

Gestão de pessoas

O assédio no trabalho é uma forma de violência que afeta a dignidade, a saúde e a carreira dos trabalhadores, e que pode trazer graves consequências, tanto para as vítimas quanto para as organizações. Por isso, é importante saber o que é, como identificar, como prevenir e como combater esse problema.

O que é o assédio no trabalho?

É um comportamento indesejado, repetitivo ou não, que visa constranger, humilhar, intimidar ou ofender um trabalhador ou um grupo de trabalhadores, por motivos de sexo, raça, idade, religião, orientação sexual, deficiência, opinião política ou qualquer outro motivo discriminatório.

Pode ser moral ou sexual, dependendo da natureza do comportamento

O assédio moral

É caracterizado por atitudes que expõem o trabalhador a situações degradantes, humilhantes ou hostis, que afetam a sua autoestima, a sua integridade psicológica e o seu desempenho profissional. Alguns exemplos de assédio moral são: agressões verbais, ameaças, isolamento, sobrecarga de trabalho, desqualificação, ironias, piadas ofensivas, etc.

O assédio sexual

É caracterizado por atitudes que envolvem conteúdo sexual, explícito ou implícito, que constrangem, coagem ou chantageiam o trabalhador, com o objetivo de obter favores sexuais ou de prejudicar a sua carreira. Alguns exemplos de assédio sexual são: comentários obscenos, cantadas indesejadas, toques inapropriados, propostas indecentes, exposição de material pornográfico, etc.

O assédio no trabalho pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente do cargo ou da hierarquia, e pode ocorrer tanto dentro quanto fora do ambiente de trabalho, como em viagens, eventos, reuniões, etc.

Baixe Gratuito e-Book 5 Pilares do Sucesso

Como identificar?

Muitas vezes, o assédio no trabalho é sutil, velado ou disfarçado de brincadeira, o que dificulta a sua identificação e a sua denúncia. Por isso, é importante estar atento aos sinais que podem indicar que você ou alguém que você conhece está sendo vítima de assédio. Alguns desses sinais são:

  • Sentir-se mal, angustiado, ansioso, deprimido, inseguro ou com medo no trabalho;
  • Ter dificuldade de concentração, de comunicação, de relacionamento ou de desempenho no trabalho;
  • Sofrer de insônia, de dores de cabeça, de estômago, de tensão muscular ou de outros problemas de saúde relacionados ao estresse;
  • Perder o interesse, o prazer, a motivação ou a confiança no trabalho;
  • Ser isolado, ignorado, excluído ou perseguido no trabalho;
  • Ser alvo de comentários, de piadas, de rumores ou de críticas maldosas no trabalho;
  • Ser submetido a situações constrangedoras, humilhantes, vexatórias ou violentas no trabalho;
  • Ser pressionado, coagido, chantageado ou ameaçado no trabalho;
  • Ser exposto a situações de conteúdo sexual indesejado ou inapropriado no trabalho.

Como prevenir?

A prevenção do assédio no trabalho é uma responsabilidade de todos os envolvidos no ambiente, desde os gestores até os colaboradores. Algumas medidas que podem contribuir para prevenir o assédio no trabalho são:

  • Promover uma cultura de respeito, de ética, de diversidade e de valorização das pessoas no trabalho;
  • Estabelecer normas, políticas e códigos de conduta claros e transparentes sobre o que é aceitável e o que é inaceitável no trabalho;
  • Capacitar e conscientizar os gestores e os colaboradores sobre o que é o assédio no trabalho, quais são as suas causas, as suas consequências e as suas formas de prevenção e de combate;
  • Criar canais de comunicação, de denúncia, de acolhimento e de apoio às vítimas de assédio no trabalho, garantindo a confidencialidade, a imparcialidade e a proteção dos envolvidos;
  • Monitorar e avaliar o clima organizacional, identificando e corrigindo possíveis situações de risco ou de conflito no trabalho;
  • Reconhecer e valorizar o trabalho, o mérito, o potencial e o bem-estar dos colaboradores, estimulando a cooperação, a participação, a motivação e a satisfação no trabalho.

Como combater o assédio no trabalho?

O combate ao assédio no trabalho é um direito e um dever de todos os que testemunham ou sofrem essa violência. Algumas ações que podem ajudar a combater o assédio no trabalho são:

  • Não se calar, não se culpar, não se conformar e não se isolar diante do assédio no trabalho;
  • Reagir, resistir, recusar e repudiar o assédio no trabalho, de forma firme, clara e respeitosa;
  • Registrar, documentar, comprovar e denunciar o assédio no trabalho, por meio de provas materiais, testemunhais ou documentais;
  • Buscar apoio, orientação, assistência e proteção de pessoas de confiança, como colegas, familiares, amigos, sindicatos, advogados, psicólogos, médicos, etc;
  • Exigir a apuração, a punição e a reparação do assédio no trabalho, por meio de medidas administrativas, disciplinares, cíveis ou criminais, conforme o caso.

O assédio é um problema sério, que precisa ser enfrentado com coragem, responsabilidade e solidariedade. Se você é vítima ou testemunha de assédio no trabalho, não se cale, não se omita, não se intimide. Denuncie, procure ajuda, defenda seus direitos. Você não está sozinho. Você tem voz. Você tem valor.

Se o artigo fez sentido para você compartilhe em suas redes. Aproveite e acompanhe nosso blog, temos artigos novos por aqui toda semana.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Primeiro emprego: como iniciar a carreira no mercado de trabalho
Marketing pessoal: a arte de brilhar no mundo profissional